Página Inicial > Sem categoria > Alemanha abre mão da energia nuclear e Brasil não abre mão de Belo Monte

Alemanha abre mão da energia nuclear e Brasil não abre mão de Belo Monte


Alexandre Ciconello, assessor político do Inesc


rio-xinguBelo Monte virou um dogma do governo Dilma. É como os tucanos defendendo as políticas neoliberais nos anos 90. A história mostrou o equívoco da tucanada e a história também mostrará a burrice do governo Dilma. Dizer que Belo Monte é a única alternativa para aumentar a geração de energia que o Brasil vai necessitar para o seu crescimento é uma balela. A Alemanha tomou uma decisão política de desativar todas as 22 usinas nucleares do país até 2022, tendo em vista o desejo da sociedade alemã de não querer conviver com os riscos da energia atômica. Mesmo que 22% da energia produzida na Alemanha venha das usinas nucleares, o governo e a sociedade alemã buscará alternativas em outras fontes energéticas, inclusive dobrar o uso de fontes renováveis.

A atual política energética brasileira está equivocada. A construção de grandes usinas hidrelétricas na Amazônia destrói a floresta, acaba com a vida de povos indígenas e comunidades que há décadas e séculos vivem de forma harmoniosa com a floresta Amazônica. A floresta é patrimônio dos brasileiros/as. É ela quem protege a maior fonte de água doce do mundo. A enorme biodiversidade de formas de vida vegetal e animal da floresta Amazônica será um dos maiores patrimônios do Brasil no futuro. Por burrice, ignorância e ganância, tudo isso pode ser destruído.

Dados da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), dizem que até 2013, serão investidos no Brasil R$ 25 bilhões na geração de energia eólica que gerará mais de 5.200 MW de energia, mais do que Belo Monte. Vão dizer que a energia eólica é mais cara. Sim, é mais cara e completamente limpa e com muito menos impacto.

Por que não podemos pagar a mais para continuarmos a termos disponibilidade de energia e mesmo assim preservarmos nosso patrimônio ambiental e humano? Vocês sabem quem é o maior consumidor de energia do país? É a empresa Vale do Rio Doce, que teve lucro de R$ 30 bilhões em 2010 e 11 bilhões somente nos três primeiros meses de 2011. Vocês acham que a Vale paga o mesmo imposto sobre a energia elétrica que consome, como nós pobres consumidores? Lógico que não. Se metade do lucro da Vale dos últimos 15 meses fossem aplicados na geração de energia eólica não precisaríamos de Belo Monte. Contudo, a ganância e a arrogância dominam nossas elites econômicas e políticas. Que a Vale pague pela energia que consome para escavar as entranhas de nossa terra e enviar esses minérios para manter o crescimento chinês e também a gorda conta bancária de seus acionistas e executivos.

Vivemos em um mundo ilustrado por Saramago no “Ensaio sobre a cegueira”. Que os pequenos sofram (indígenas, ribeirinhos), que os defensores de direitos humanos e da floresta sejam assassinados (Chico Mendes, Irmã Dorothy, José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo Silva)  até que não sobre mais nada, nem mais humanidade, nem vida. 

Parabéns aos cegos e surdos desse governo. Não ouvem os gritos da floresta, não vêem o sangue escorrendo dos heróis assassinados, não respeitam o sistema internacional de direitos humanos que se comprometeram a seguir. Uma vez no poder, seguem a lógica do poder, que na história da humanidade sempre massacrou a dignidade, a justiça e a liberdade.

Sem categoria

  1. isa
    21, outubro, 2011 em 00:45 | #1

    Amei essa reportagem, até por que o que mais falta nos brasileiros é saber levantar a voz em bom tom e lutar pelas nossas florestas, o pior é que a maioria de nós nao esta educado ambientalmente. A construção da Belo Monte é apenas mais uma prova da burrice politica, que nós colocamos lá dentro, mas que nós temos o direito de tirar. Ser um ambientalista sozinho nao pe facil, se se pelo menos 70% da população brasileira se conscientizasse e levantasse a voz, com toda certeza, Dilma iria estudar mais as relações ambientais e a squestoes humanas. Os índios sao população brasileira, sao muito mais donos dessa terra chamada Brasil, do que qualquer governador ou presidente estudado, que nao sabe nem metade do que é preciso ser feito para aumentar os recursos financeiros, utilizando de recursos renováveis. Orgulho em dizer que se é Brasileiro?..só aqueles que sao miopis em relaçao as atitudes ambientairs e governamentais daqueles que nos representam.

  1. Nenhum trackback ainda.